Animais selvagens Urso-pardo (Ursus arctus)

Urso-pardo (Ursus arctus)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Ursidae
Género: Ursus
Espécie: U. arctos

Outros nomes:
Brown bear (Inglês)
Ours brun (Francês)
Oso pardo (Castelhano)

Distribuição
Este animal vive na Europa, Ásia e América do Norte, dominando ainda vastos territórios nestas zonas.
Na Península Ibérica, já só pode ser encontrado nas montanhas da Cantábria, no Norte de Espanha, onde se pensa poderem existir a viver em liberdade pouco mais de 80 animais. Neste estado de quase extinção, é indispensável uma especial atenção por parte das autoridades centrais e locais espanholas, no sentido de se protegerem estes últimos grandes mamíferos peninsulares

Alimentação
Apesar de serem omnívoros e comerem uma grande variedade de alimentos, que vão da carne até ao peixe e às frutas, os ursos pardos têm um gosto especial por mel. Como, para terem acesso ao mel, tinham de danificar e destruir as colmeias e os muretes de pedra que os protegiam, os produtores perseguiam-nos implacavelmente, até os eliminarem da sua zona, este perseguição levou à sua quase extinção em toda a Península Ibérica.

Em Portugal
Em Portugal, algumas fontes apontam a sua extinção para o século XVII. No entanto, existem alguns vestígios que podem levar a crer que no século XIX havia alguns animais, embora muito poucos, a viver permanentemente no extremo Norte e Nordeste do território português. Posteriormente, e já nos primeiros anos do século XX, haveria ainda alguns animais que faziam incursões em território português, vindos das serranias espanholas, mas que, ao que se sabe, não ficavam durante muito tempo.

Os ursos pardos, como outras espécies, hibernam, principalmente em climas mais agrestes. Para tal, escavam tocas na terra quando o Inverno se aproxima, e ficam aí até ao raiar da Primavera. No entanto, na Península Ibérica o estado de hibernação não era tão profundo, era mais um estado de latência permanente. E, se por algum motivo fosse necessário, saiam rapidamente desse estado para se proteger a si ou às suas crias.

Gestação e crias
A gestação da ursa dura, em média, cerca de 240 dias, nascendo normalmente 2 ou 3 crias que vão ser amamentadas pela mãe até aos seis meses. No entanto, a mãe ensina, procura alimento e protege as suas crias até aos 2 anos. A partir daí, as crias ficam por sua conta, procurando um território onde mais tarde vão criar a sua própria família.

Tamanho, peso e longevidade
Um urso pardo pode medir cerca de 2,50 m, pesar 300 kg e viver 50 anos.

Estatuto de conservação:
Pouco Preocupante (IUCN 2008)


Notícias
Jardim Zoológico celebra o nascimento de duas crias de Urso-pardo
Portugal
Semana do Ambiente com animação, atividades e novas crias
Este ano, a Semana do Ambiente tem uma comemoração especial no Jardim Zoológico. O grupo de Ursos-pardos cresceu de 3 para 5 animais com o nascimento de duas crias. A sua apresentação ao público integra os quatro dias de atividades lúdicas e educativas que o Jardim Zoológico preparou, entre 8 e 10 de Junho.
Um urso dorminhoco
Estados Unidos
Em Naples Beach, na Flórida, um urso-pardo invadiu uma residência, não para roubar alimentos ou para estragar o que quer que fosse, mas apenas para dormir uma soneca, ao fresco. Este gesto levou a que o animal já seja conhecido pelo «Urso adormecido».
Jardim Zoológico de Lisboa acolhe três Ursos-pardos
Portugal
Os animais encontram-se na quarentena do Jardim Zoológico O Jardim Zoológico de Lisboa recebeu três Ursos-pardos que se encontravam em Marco de Canaveses. O pedido de recolha destes animais foi efectuado pelo ICNB (Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade), tendo o Jardim Zoológico respondido positivamente a esta solicitação, no âmbito de cooperação com as entidades oficiais, ficando os animais na quarentena do parque, a título provisório, até ser decidido pelo ICNB o seu destino final.

Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
São Paulo, Brasil
Venda de Filhotes
Porto, Portugal
Procuro Cavalo Lusitano
Carnaxide, Portugal
Cão encotrado em Carnaxide


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy