Equipar o aquário


Equipar o aquário Filtros biológicos

Fundamentalmente, existem no mercado dois tipos de filtro. O filtro de fundo com compressor, e a bomba submersa.

Mais do que indicarmos este ou aquele tipo de filtro, chamamos a sua atenção para a necessidade de os instalar e de periodicamente verificar o seu funcionamento. Um aquário cujo filtro não se encontra em condições, é uma catástrofe de grandes proporções para a comunidade que vive dentro do aquário.

Cascalho de fundo

Existem no mercado várias dimensões de cascalho. Escolha a que mais lhe agrada. Para cada dimensão de aquário, estão pré estabelecidos um mínimo e um máximo de altura da camada de cascalho, que devem ser respeitados. Se, com um filtro de fundo, usar pouco cascalho, terá um efeito pouco eficiente, se for demasiado, dificulta a circulação da água. Para adquirir o cascalho deve consultar o vendedor, e, muito importante, faço-o numa boa loja, onde possa encontrar vendedores com conhecimentos. Normalmente, comprar equipamentos em sítios pouco especializados pode ser contraproducente, pois pode ser mais barato, mas a longo prazo terá custos elevados.

O cascalho também não é apenas um elemento de filtração, serve como elemento decorativo, e serve também para fixar as plantas ao fundo.
Importante, o cascalho colorido pode ser, em alguns casos, apelativo, mas normalmente a sua deterioração terá, mais cedo ou mais tarde, consequências graves na saúde do seu aquário.

Antes de colocar o cascalho no aquário, deve lavá-lo sem qualquer tipo de produto detergente, apenas pela fricção das pedrinhas entre si. Liberta-o dos resíduos que normalmente contêm, não deixando turvar a água.

Termóstato

Importante para manter a temperatura da água. É um elemento imprescindível, pois choques térmicos nos peixes de água doce são quase sempre fatais. A temperatura deve ser ajustada, dependendo do tipo de peixes que vai colocar no aquário. No entanto, quase sempre está balizada entre os 26 e 28 graus.

Existem vários tipos e dimensões no mercado. Antes de comprar um termóstato, confirme se este se adapta à dimensão do seu aquário.

Termómetro

Serve para verificar se a temperatura da água se mantém constante.

Existem no mercado vários tipos de termómetros: de colar no vidro, flutuantes, ou flutuantes com ventosa para fixar ao vidro.

Normalmente todos são fiáveis, o importante mesmo é tê-lo.

Iluminação

Outro aspecto fundamental. O seu aquário deve estar equipado com uma lâmpada fluorescente. Existem no marcado vários tipos de adaptador, inclusive alguns aquários já trazem na tampa o suporte e lâmpada indicada. Não deve colocar num aquário uma lâmpada qualquer, já que lâmpadas destinadas a fins diferentes, produzem luz diferente. Compre sempre uma lâmpada própria para iluminação de aquários.

Mais do que ser um elemento decorativo, que também o é, e importante, as plantas que colocar no seu aquário vão necessitar dessa luz e os peixes agradecem uma boa iluminação.

Nunca se esqueça de apagar a luz do aquário durante a noite, os peixes e plantas que tiverem no aquário necessitam de ciclos de luz e de ausência da mesma, exactamente como na natureza, e como nós próprios.

Imagem de fundo

Não sendo necessária, é contudo visualmente agradável e proporciona aos peixes alguma sensação de segurança. Existem muitos tipos de imagens representativas de fundos marinhos, escolha uma que lhe agrade.

Alimentação

Utilize sempre comida adequada aos peixes que tem no seu aquário. Como estas indicações são para iniciantes, compre comida embalada de marca conceituada. Existem outros tipos de comida, nomeadamente larvas vivas, mas deixemo-las para conhecedores experientes.

Nunca dê demasiada comida aos peixes! Se possível, faça-o várias vezes ao dia em pequenas doses, que os peixes possam consumir em poucos minutos. Desta forma, contribui para a manutenção de uma boa qualidade da água, evitando a inconveniente acumulação de resíduos de comida.

Acessórios recomendados


Maternidade

Uma das grandes dificuldades que um jovem aquariofilista tem, é lidar com as crias dos seus peixes.

Normalmente, não estamos preparados, e vemos com grande tristeza as nossas crias serem comidas por outros peixes (inclusive a própria progenitora...).

Uma maternidade é um acessório simples e barato, de fácil utilização. Basta colocar a fêmea lá dentro e esperar que os pequenos peixes nasçam. Terminada a postura, devemos retirar imediatamente a fêmea e deixar os pequenos peixes desenvolverem-se.
Este costuma ser um momento sublime na vida de um aquariofilista.

O ideal é ter pequenos aquários para poder alojar peixes doentes, e outros para as crias, mas talvez seja um pouco difícil, para iniciados...

Limpador magnético de vidro

Acessório simples e económico, de fácil utilização. Muito útil para limpar os vidros, quando as algas neles começam a proliferar.

Alimentador automático

Quando vai de férias ou sai em trabalho e não tem quem cuide dos seus peixes, é melhor adquirir um destes aparelhos, que fazem a alimentação dos peixes como costuma ser feita por si. É que deixar um aquário entregue a alguém com poucos conhecimentos leva normalmente à morte de peixes, por um lado, por excesso de comida, e por outro, porque os resíduos depositados devido a este excesso aceleram a degradação da água.

Rede de limpeza (“Camaroeiro”)

Serve para tirar da água peixes mortos e folhas podres das plantas do aquário.
Serve ainda para retirar peixes vivos, mas esta operação é sempre um risco, pois pode danificar a delicada pele dos peixes. No entanto, é muitas vezes necessária a sua utilização, nas alturas de mudança da água.

Aspirador de fundo

Necessário para limpeza dos detritos dos peixes no fundo do aquário. A falta de higiene no aquário conduz, inevitavelmente, à morte de peixes e ao aparecimento de doenças contagiosas nos sobreviventes.

Algicida

Como o próprio nome indica, serve para combater o crescimento de algas indesejáveis no aquário.

Kit de testes de água

Existem no mercado vários tipos de teste de água com várias funções. Os mais importantes são pH e Nitritos/Nitratos. Existem outros, como o teste de fosfatos, ou o de oxigénio dissolvido, que são importantes, mas para quem está a começar, e é a esses que nos dirigimos aqui, pode ser confuso o seu manuseamento, levando a acções que interfiram negativamente com a qualidade da água.

O teste de pH mede a alcalinidade da água. Simples de utilizar, mas de extrema importância, deve estar sempre por perto de um aquário.

O teste de Nitritos/Nitratos faz uma avaliação da água no que diz respeito a estes tipos de sais, relacionados com os detritos dos peixes. O seu resultado indica-nos se está na altura de aspirarmos o nosso aquário, ou de fazer a muda parcial de água. Efectuando regularmente este teste, podemos ter a percepção de estar com sobrelotação de peixes no nosso aquário, se eventualmente o filtro funciona mal, ou se estamos a fornecer demasiada comida aos nossos peixes.

Medicamentos

Existem no mercado vários tipos de medicamento de ampla acção no combate a doenças dos peixes, não os utilize com muita frequência. Tente perceber qual é a doença exacta do seu peixe, isole-o e trate apenas esse caso.

Uma última palavra...

Para quem vai começar, as linhas que acabou de ler podem ser um pouco desanimadoras, e em alguns casos confusas. Depois de começar, vai ver que o que aqui lhe deixamos é apenas pegar este assunto pela rama. E que a verdade é que vale a pena ter um aquário e saber sempre mais sobre o assunto.

Boa sorte!


Truques & Dicas
Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
Campinas, Brasil
Vilac Clínica Veterinária
Cartaxo, Portugal
Hotel Quinta das Pratas
São Paulo, Brasil
Venda de Filhotes


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy